sexta-feira, 19 de outubro de 2012

o cabelo de lelÊ


O CABELO DE LELÊValéria Belera
http://2.bp.blogspot.com/_8sgItSy2yPg/TCFM33cv5iI/AAAAAAAABq8/X-lSuL2x1xo/s400/1.jpgLelê não gosta do que vê.
- De onde vêm tantos cachinhos? Pergunta sem saber o que fazer.
JOGA PRA LÁ.... PUXA PRA CÁ...Jeito não dá, jeito não tem.
- De onde vêm tantos cachinhos?, a pergunta se mantém.
“Toda pergunta exige resposta.Em um livro eu vou procurar!”Pensa Lelê, num canto.
http://4.bp.blogspot.com/-6ZW5pUN1lLk/T61Kx6eWxaI/AAAAAAAAAlQ/NUc1V3WAc2E/s1600/O_CABELO_DE_LELE_15.jpgFUÇA AQUI... FUÇA LÁ...Mexe e remexe até encontrar o tal livro, muito sabido! Que tudo aquilo pode explicar.
     Depois do Atlântico, a África chama e conta uma trama de sonhos e medos, de guerras e vidas e mortes no enredo. Também de amor no enrolado cabelo, puxado, armado, crescido, enfeitado,torcido, virado, batido, rodado. São tantos cabelos, tão lindos, tão belos!
Lelê gosta do que vê.
Vai a vida, vai ao vento, brinca e solta o sentimento.
Descobre a beleza de ser como Herança trocada no ventre da raça, do pai, do avô, de além-mar até.
O negro cabelo é pura magia. Encanta o menino e a quem se avizinha.
Lelê já sabe que em cada cachinho, existe um pedaço de sua história. Que gira a roda no fuso da TERRA, de tantos cabelos que são a memória.
Lelê ama o que vê! E você?
http://3.bp.blogspot.com/--Mq2Wic8Bsg/TuQ3HZ2yE9I/AAAAAAAAAg8/jDFCPEZfp3s/s1600/lele8.jpghttp://2.bp.blogspot.com/_6qGX5s6dpMc/S_Xin8rH8cI/AAAAAAAANbY/sXKgVGHdtUs/s320/6.jpg


http://2.bp.blogspot.com/_6qGX5s6dpMc/S_Xj-SrFdlI/AAAAAAAANdQ/Z80-Wl3wS7I/s320/22.jpghttp://1.bp.blogspot.com/_6qGX5s6dpMc/S_XjK-9yhNI/AAAAAAAANcI/TLxaXEvZ4dk/s1600/13.tif.jpg

terça-feira, 9 de outubro de 2012

salão de beleza - higiene - textos informativos e narrativos 6


Descrição: 243071 Como Cuidar do Cabelo Infantil 300x199 Como Cuidar do Cabelo InfantilComo Cuidar do Cabelo Infantil
Os cuidados com relação à saúde são sempre muitos, independente da faixa etária da pessoa. No entanto, todos sabem que as crianças  são sempre muito sensíveis a diferentes tipos de produtos e aparatos utilizados pelos adultos, na busca pela manutenção da beleza e da saúde estética. Por este fato, diferentes empresas trabalham com produtos específicos voltados somente para o público  infantil. Além, claro, que mesmo esta especialidade destinada aos pequenos, é possível conhecer diferentes práticas que auxiliam no cuidado da aparência e saúde das crianças. Pela constante procura a respeito do assunto, este texto traz algumas dicas e sugestões de práticas sobre como cuidar do cabelo infantil.
Descrição: 243071 Como Cuidar do Cabelo Infantil 1 209x300 Como Cuidar do Cabelo InfantilAntes das dicas, é preciso separar cada uma das orientações de acordo com a idade da criança e também de acordo com o tipo de cabelo dos(s) pequeno(s).  Com isso, a primeira dúvida pode surgir exatamente com relação a quando pode ser feito o primeiro corte ou qual a idade ideal para realizar este primeiro corte. Para obter tais respostas, as palavras de especialistas são sempre as mais buscadas. E exatamente por isso, a resposta para estas questões vieram de Roberta Rossi, gerente do Glitz Mania, uma salão paulistano especializado no público infantil e adolescente. Segundo Roberta, não há uma fase ideal para que aconteça o primeiro corte de cabelo na criança, pois não há um volume padrão com relação à quantidade de cabelo que nasce em um recém nascido. “Nos primeiros meses, o bebê perde bastante cabelo. A queda diminui entre o 6º e o 8º mês. Cada caso é um caso, mas eu diria que esse é um bom período para cortar”, diz Roberta.
texto Cuidados com o cabelo infantil, de Paula Desgualdo, onde a especialista oferece suas orientações está disponível por completo no site Bebe.com.br, disponível no portal da editora Abril pelo endereço eletrônico bebe.abril.com.br.
Com relação aos produtos voltados para os pequenos, algumas opções podem ser encontradas em diferentes lugares da internet e, entre um destes, a postagem “Como cuidar do cabelo crespo ou ondulado das crianças”, disponível no site Cabelos Fortes.com, traz pelo menos dez dicas sobre como tomar conta da cabeleira infantil. Entre as dicas, o texto oferece algumas opções dentre os vários produtos disponíveis no mercado.  Cada um dos produtos mencionados pode ter seu conteúdo aprofundado no site oficial da marca fabricante. Como é o caso do exemplo seguinte. Algumas da opções dos produtos são, a Linha Toin Floft, da Emebelleze, que, segundo o texto, é uma linha desenvolvida para jovens a partir de 12 anos e é composta por xampu, bálsamo, condicionador, leite siliconizado, creme de hidratação, umidificador desembaraçante e relaxamente com agentes condicionantes. 

salão de beleza - higiene - textos informativos e narrativos 5


Cabelo não, CA-BE-LÃO!

Descrição: Gabi Andrade
Todo mundo tem cabelo; quer dizer, alguns bebês nascem carecas. O meu avô João, por exemplo, também é careca. É que ele já perdeu todos os seus cabelos. o senhor Tomás, meu vizinho, também é careca, mas parece que ele não gosta, porque resolveu colocar uma peruca, e todo mundo sabe que ele usa cabelo de mentira...

Você nem imagina como é meu cabelo, nem sei se dá pra explicar só com palavras. lá em casa ninguém é assim. minha mãe fala que eu tenho cabelão igual ao da minha bisavó.Tem cabelo de todo jeito: comprido, curto, enrolado, arrepiado, cheio, loiro, preto, fino, vermelho, ondulado, tingido, castanho, duro, mole, crespo, embaraçado. o meu é assim: comprido, cheio, arrepiado e enrolado. Dá pra acreditar? Ele parece um capacete, uma montanha, um chapéu bem esquisito; deu pra imaginar? Quando eu lavo a cabeça, é um deus nos acuda pra desembaraçar. Lá na escola todo mundo fala do meu cabelo: 


– Anita, que cabelão!
– Anita, tira esse cabelo da frente.
– Professora, eu não enxergo na lousa por causa do cabelo da Anita.
– Eu perdi o gol por causa da Anita!
– Anita, tira o cabelão da frente!


Pois é, eu tenho um cabelão, mas cabelão com letra maiúscula: cabelão! Fico com vergonha dele, e na hora do intervalo nem saio da classe. o cabelo chama muito a atenção... Dias atrás, soube que iria chegar um menino novo na classe, de nome Hassan. ele vinha de um país que fica lá na África, chamado Angola. “Como será que é o cabelo dele?”, pensei na hora. Ele deve ter um cabelo normal, como todo mundo tem.

A professora fez um sorteio para ver com quem o Hassan iria dividir a carteira, e adivinha com quem foi? comigo, justo comigo. Já até imaginava ele reclamando do meu cabelo. Ai, ai, ai... mas você não vai acreditar no que aconteceu: quando Hassan chegou à escola, todo mundo ficou de cabelo em pé. É que ele tem um cabelo, comprido, cheio, arrepiado e enrolado, igual ao meu!

salão de beleza - higiene - textos informativos e narrativos 4


A princesa dos cabelos coloridos

Descrição: http://guerrasdraconicas.files.wordpress.com/2009/11/rainbow_princess_by_gabbyd70.jpg?w=450Era uma vez um planeta chamado Kerendil, reinado pelo Rei Andur e pela Rainha Anlara.
Há anos o povo esperava por descendente do rei e da rainha, quando finalmente tiveram uma noticia que uma bela princesinha tinha nascido.
A princesinha possuía uma característica incomum: Seus cabelos eram verdes!
É claro que aquilo encantou a todos, e assim ela foi chamada de Esmeralda.
Esmeralda cresceu feliz, e seus cabelos verdes encantavam a todos que a achavam uma verdadeira jóia do planeta Kerendil.
Com o tempo as mulheres do planeta, maravilhadas com os cabelos de Esmeralda, pintavam seus cabelos para serem parecidas com a princesa.
Enquanto ia crescendo Esmeralda foi observando cada vez mais pessoas do planeta iam ficando com o cabelo verde como o dela.
Depois das mulheres, foram as garotas adolescentes, com vários tipos de verdes.
Depois das adolescentes foram os garotos adolescentes, com mechas verdes de todos os estilos.
Quando ela completou 15 anos Esmeralda possuía belos e grandes cabelos, que quando soltos chegavam aos seus calcanhares.
Mas metade do planeta possuía algum tipo de cabelo verde, inclusive as crianças, que mesmo não desejando tinham seus cabelos pintados por suas mães, de cabelos também verdes.
Esmeralda então ficou triste de ver que não era mais tão diferente e especial, pois agora todas as mulheres e homens podiam ter cabelos iguais aos seus.
Esmeralda “dos cabelos verdes” então pediu que o capitão real a levasse na bela nave real, de planeta em planeta, para que encontrasse novas cores para pintar seus cabelos.
O primeiro planeta que pararam possuía um grande mar Azul como o céu, ela então começou a colocar seus grandes cabelos naquela água e os tingiu até a raiz de azul.
Mas quando colocou seus cabelos até a raiz um tubarão daquele planeta abocanhou parte do seu cabelo, deixando-o um pouco menores.
Ela então voltou para Kerendil com os seus cabelos azuis, mesmo que agora eles batessem na altura de seus joelhos, fizeram o povo se maravilhar mais uma vez.
Mas não demorou muito para que eles trocassem a cor de seus cabelos de verde para azul.
Mais uma vez triste, Esmeralda “dos cabelos azuis” viajou novamente para um novo planeta, dessa vez encontrou um lago de cor laranja.
Ela colocou os cabelos dela novamente até a raiz, mas sentiu que os cabelos quando tocaram o fundo do lago, uma lama branca e fedorenta colou na ponta de seus cabelos, então ela teve cortá-las, deixando seus cabelos um pouco menores.
Chegando mais uma vez em Kerendil com seus cabelos com cor laranja, o povo achou ainda mais lindos que os azuis, o povo adorou! Mesmo que eles agora batessem na altura de sua cintura.
Mas, mais uma vez, não demorou para que o povo tingissem suas madeixas de laranja.
Esmeralda “dos cabelos laranja” aborrecida, viajou novamente para um novo planeta, onde encontrou um belo rio de cor rosa.
Ela colocou seus cabelos laranja no rio, eles foram lavados até a raiz pela correnteza que era tão forte que pedras afiadas atingiram as pontas de seus cabelos cortando-os, deixando seus cabelos um pouco menores.
Voltando a Kerendil com seus cabelos cor de rosas, que agora chegavam apenas um pouco a baixo do ombro, o povo achou lindo os cabelos cor de rosas da princesa.
Mas em menos de um dia todos já possuíam cabelos da mesma cor!
A princesa Esmeralda “dos cabelos cor de rosa” estava furiosa, e partiu em sua nave real em busca de uma nova cor para os seus cabelos.
Encontraram então um planeta com nuvens de arco-íris, que mudavam entre as cores do arco-íris constante mente.
Ela esperou então que a chuva caísse, para que pudesse tingir seus cabelos com aquela maravilhosa cor, e quando aquilo aconteceu seus cabelos ficaram lindos, brilhando com as cores do arco-íris, mas logo em seguida seus cabelos caíram, pois a chuva era acida e derrubou todo seus cabelos, e por pouco não a ferindo.
Esmeralda “Sem cabelo” mandou que fizessem rapidamente uma grande peruca com cabelos que brilhavam, e então retornou para Kerendil.
Todos acharam seus “novos cabelos” lindos, mas um forte vento soprou levando embora sua peruca, mostrando o que realmente aconteceu com seus cabelos.
A vergonha de estar careca foi tão grande que ela começou a chorar sem parar, e se trancou em seu quarto.
Todo povo, em compaixão, cortaram seus cabelos, ficando tristes pelo sofrimento da princesa.
O Rei Andur mandou que escondessem todos os espelhos do palácio, para que Esmeralda nunca mais se visse no espelho.
Todos os dias a Rainha Anlara batia na porta do quarto de Esmeralda, pedindo que a filha se acalmasse, e entregando suas refeições.
Mas ela continuava a chorar, e por 100 dias e sem noites chorou sem parar.
Mas então quando suas lagrimas secaram ela pode perceber que seus cabelos haviam crescido novamente, e quando procurou um espelho não achou, correndo até uma fonte de água espelhada, e quando viu novamente seus cabelos estavam verdes novamente.
O povo ainda careca então ficou maravilhado e envergonhado ao mesmo tempo, e ao olharem com cuidado viram os cabelos de cada um cresceram novamente, relembrando o quanto os cabelos de cada um eram naturalmente bonitos, independente de serem iguais a alguém importante como a princesa.
A partir desse dia ninguém em Kendril nunca mais desejou ser igual à outra pessoa novamente, seja o cabelo, seja as roupas, seja o corpo, percebendo que cada um era único e maravilhoso de seu próprio modo.”

salão de beleza - higiene - textos informativos e narrativos 3


A GUERRA DA HIGIENE




COMO GUERRA É GUERRA, NADA MELHOR DO QUE CONHECER O INIMIGO. VAMOS LÁ:


De Olho no Piolho!
DE REPENTE A CABEÇA COÇA DAQUI, COÇA DE LÁ... SERÁ PIOLHO?
O PIOLHO É UM INSETO BEM PEQUENO QUE VIVE ENTRE OS CABELOS E DÁ MUITA COCEIRA. ISSO PORQUE ELE SE ALIMENTA DO SANGUE QUE SUGA DA SUA CABEÇA, POR ISSO COÇA. O PIOR, É QUE QUANDO APARECE UM NA CERTA MUITOS OUTROS VÊM POR AÍ, POIS UMA FÊMEA PODE POR ATÉ 140 OVOS, CHAMADOS DE LÊNDEAS.
POR SEREM INSETOS MUITO ATIVOS E SE MOVIMENTAREM COM MUITA RAPIDEZ, OS PIOLHOS PODEM PASSAR DE UMA PESSOA PARA OUTRA COM MUITA FACILIDADE. AS CRIANÇAS DE 3 A 10 ANOS SÃO AS MAIS AFETADAS, ESPECIALMENTE AS MENINAS POR TEREM CABELO COMPRIDO.
COMEÇA COM UMA COCEIRA DE LEVE QUE DEPOIS VIRA UM GRANDE DESCONFORTO. DE TANTO COÇAR PODE CAUSAR FERIDAS NO COURO CABELUDO.
NADA MELHOR DO QUE AQUELES XAMPUS E LOÇÕES ESPECÍFICAS CONTRA PIOLHOS QUE SÃO VENDIDOS NAS FARMÁCIAS. ALÉM DISSO, OUTRO GRANDE ALIADO É O PENTE FINO, QUE AJUDA A REMOVER PIOLHOS E LÊNDEAS.
PRA NÃO PEGAR PIOLHO:
*EVITE CONTATO COM PRESILHAS, ESCOVAS, BONÉS E TRAVESSEIROS DE OUTRA PESSOA.
*MANTER OS CABELOS SEMPRE LAVADOS E PRENDE-LOS SOMENTE QUANDO ESTIVEREM SECOS.
*PEÇA PRA MAMÃE SEMPRE EXAMINAR A SUA CABEÇA, PRA VER SE TEM ALGUM PIOLHO OU LÊNDEA.